terça-feira, 15 de janeiro de 2013

todo o dia. - Caroline Bellangero


as coisas querem ser vistas em azul, disseram.

as coisas cinzas, principalmente, e as vermelhas também, elas querem ser azuis.

abro a janela hoje e vejo o verde, sinto o cheiro de verde.

abri a janela ontem e vi ferrugem, senti o cheiro de ferrugem.

o verde, a ferrugem, todas as cores querem ser vistas em azul.

o céu leva o dia inteiro para ser negro e a noite inteira para ser azul.

o céu quer ser visto de azul todo o tempo, disseram.

abri a janela e vi o céu manchado de cinza e branco, com cheiro de chuva.

abri a janela e vi o céu manchado de cinza e branco, com cheiro de gente.

toda gente quer ser vista em azul, disseram.

abri a janela e vi um revolver apontando à boca deles, sentiram gosto de pólvora, sentiram gosto de azul.

Um comentário:

  1. Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
    Eu também tenho um, só que muito simples.
    Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
    Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
    Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
    E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
    Força, Paz, Amizade e Alegria
    Para você, um abraço do Brasil.
    www.josemariacosta.com



    ResponderExcluir